Aumente o retorno no investimento com o Google

Por: Felipe Morais (2012)

     Durante o ano de 2010 estou defendendo o conceito de “presença digital” das marcas, pensando no além do site. Já escrevi em outros artigos e até mesmo no meu Blog (plannerfelipemorais.blogspot.com) sobre esse conceito, onde digo que uma marca tem que estar além do seu site, ou muito além do www.

     Dentre os pilares que defendo da presença digital, na minha opinião, os mais relevantes para uma marca são: Google, Redes Sociais, Mídia Online, Blog e E-mail Marketing. Claro que dentro desse conceito de presença digital existem outras diversas ferramentas como games, comparativos de preços, aplicativos para iPhone, mobilesite entre outros, mas para esse artigo, vou focar no que eu considero com o melhor ROI (retorno sobre o investimento) dentro da estratégia de presença digital, a otimização nos buscadores!

     Antes de falarmos sobre os buscadores, vou passar aqui alguns dados que podem ser interessantes para que as marcas comecem a pensar na importância de se estar bem posicionando, principalmente no Google, afinal, o buscador não é a toa a marca mais valiosa do mundo desde 2007, além do que, segundo o Alexa, o Google é o site mais acessado do Brasil, pois ele representa cerca de 30% dos acessos aos site no país.

     Hoje, o Brasil tem aproximadamente 70 milhões de usuários na web com meta de chegar a 78 milhões ao final de 2010. Desse número, aproximadamente 95% usam buscadores, ou seja, 66,5 milhões fazem ao menos uma busca por mês; dentre esses mais de 66 milhões de pessoas, 92% usam o Google como principal fonte de referência, ou seja, 61 milhões de pessoas usam o Google pelo menos uma vez ao mês.

     Acredito que não preciso dizer mais nada sobre a importância de se pensar em buscadores e principalmente no Google, afinal, no Brasil apenas 5% usam o Bing ou Yahoo! o que não deixam de ser veículos importantes na estratégia de otimização, mas como sempre digo é necessário primeiro otimizar o site para o Google, depois pensar nos outros buscadores.

     Ainda falando de números dos buscadores, cerca de 90% das pessoas que usam o Google, não passam da 1ª página em uma busca e 85% não passam da 3ª, ou seja, aqui está mais uma prova da importância de se estar bem posicionado no Google.

     Eu avalio essa otimização como o melhor retorno, pois, teoricamente, as marcas não precisam gastar um centavo se quer para se estar bem posicionado no Google, afinal, o buscador não cobra por esse serviço, ao contrário dos Links Patrocinados que são pagos ao buscador; disse teoricamente, pois uma marca não estará bem posicionada simplesmente por estar, é necessária uma série de estratégias dentro e fora do site para que isso ocorra, entre as mais importantes destaco o bom entendimento e uso das palavras-chaves da marca dentro do site e a quantidade de links externos que gerem acesso ao site, além, claro, a força da marca que por si só, já ajuda principalmente em links externos quando os veículos de grande audiência (mega-portais por exemplo) estão falando da marca.

     Aliás, falando de Links Patrocinados, eles também são uma grande arma estratégica para a otimização, uma das táticas usadas é otimizar algumas palavras no site e comprar outras em Links no Google, mas além dessas é possível usar esse casamento em outras estratégias, como por exemplo, usar Links para resultados mais rápidos (promoções) e a otimização para ações de longo prazo; importante deixar claro que a otimização é uma ação de médio para longo prazo.

     Para exemplificar como a otimização pode ser útil para uma marca, vamos supor que a Nestlé (que é uma das marcas mais fortes e consolidadas do mundo) lance um novo produto. Uma notícia dessas gera interesse de milhares de pessoas, logo, grandes sites como Uol, Terra, G1, Yahoo, que estão entre o que considero os mega-portais, tem total interesse em divulgar essa notícia, atraindo essa audiência, e em alguns casos, em suas “homes” que são as áreas com maiores acessos.

     Essa ação ajuda muito na otimização do site da Nestlé, pois os “robos” dos Google avaliam que esse site é altamente relevante, afinal, além de estar presente na home de sites com altos acessos por dia (cerca de 5 milhões de visitas únicas por dia) haverá um enorme acesso ao site da marca, vindo desses portais, o que vai gerar mais busca e assim, o page rank (métrica do Google para avaliar a relevância do site) vai aumentando e o site subindo de posição, mas é preciso deixar claro que essa ação que eu falei é apenas uma das diversas que é possível fazer; existem diversas outras ações baseadas em tecnologia, geração de conteúdo, links externos, trabalho com palavras-chaves, mapa do site, para auxiliar na otimização do site.

O site estar bem otimizado pode gerar negócios para a empresa?

     Claro! As pessoas entram no Google e digitam um tema ou palavra-chave qualquer, como por exemplo, Honda New Civic. Para o Google a URL que tenha a palavra-chave aparecerá sempre em primeiro, por isso, a URL newcivic.com.br será sempre o 1º resultado na busca do Google ao digitar o termo citado nesse exemplo; essa URL pertence a Honda e além de ser um site voltado especificamente ao carro, ajuda na otimização do site da própria Honda, que aparece em 2º lugar na primeira página, abaixo da URL com a palavra-chave.

     Aqui segue um exemplo de pouco esforço da marca Honda na otimização, pois o usuário além de buscar um produto específico da marca, ainda digitou “Honda” na busca, o que fez o Google entender que a URL honda.com.br também era relevante; mas vamos supor que a minha agência tenha sido contratado pela Daitan, concessionária da Honda para otimizar a sua URL (daitan.com.br), afinal, entende-se que as pessoas que buscam pelo New Civic querem saber mais sobre o carro, querem saber sobre: potência, modelos, acabamento, versões, preços e claro, onde comprar.

     A Daitan é revendedora oficial da Honda, mas concessionárias trabalham de forma independente. A Honda faz campanhas institucionais sobre seus carros e cada concessionária que faça suas ações (varejo) para vendas.

    O meu objetivo não seria colocar o site da Daitan no 1º lugar, pois eu não vou conseguir ser mais      relevante que a URL newcivic.com.br, mas posso ter o objetivo de colocar a URL em 2º acima do site da Honda ou – na minha opinião melhor – em 3º, sendo a 1ª concessionária a aparecer na busca; claro que não seriam 100% das pessoas que se interessariam pela Daitan, pois um usuário de Manaus vai querer comprar um carro na concessionária mais próxima a sua casa ou empresa, mas para quem mora na cidade de São Paulo o resultado é altamente relevante.

     Trabalhar bem as palavras-chaves dentro do site é altamente importante para a otimização, mas deve-se tomar muito cuidado, pois ficar escrevendo a palavra várias vezes o Google pode entender como uma ação para forjar seu sistema e excluir da busca, além do que, o texto ficará muito chato para quem lê, o usuário, que é quem deve ser o primeiro a ser analisado em qualquer estratégia digital: o que ele quer e como interage com a marca na web? Ai sim começam as estratégias.

     Nesse artigo quis passar uma visão mais estratégica do assunto, não sou um cara técnico que conhece afundo as estratégias de otimização, existem diversos profissionais no mercado capazes de fazer isso e sempre que preciso na agência contrato empresas ou pessoas especializadas; como especialista em planejamento estratégico digital eu penso mais estrategicamente as marcas e como e onde elas devem estar e tenho equipes altamente capacitadas para tocar as estratégias desenvolvidas.

     Por isso marcas e agências comecem a pensar muito bem na otimização de suas URLs no Google, afinal, ele trás muito mais retornos que qualquer banner na home de um portal (que também são parte fundamental na estratégia de presença digital).

FELIPE MORAIS
@plannerfelipe
55  11  97039.5550
Blog: http://plannerfelipemorais.blogspot.com
Autor do livro: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL 
Professor de Planejamento Estratégico Digital da Pós Graduação em Marketing Digital da FIT (Faculdade Impacta de Tecnologia)

Diretor de Novas Mídias da ABComm (Assoc. Brasileira de Comércio Eletrônico)
http://meadiciona.com/plannerfelipe

Ferramentas Gerenciais - O Portal da Administração na Web - Artigos para consulta nas áreas de Administração Estratégica, Administração Geral, Marketing, Gestão da Qualidade, Estatística, Processos Decisórios, Logística, Meio Ambiente, E-commerce, Gestão com Pessoas, Vendas, Psicologia, Vendas, Negociação, Tecnologia da Informação, Empreendedorismo, comunicação, oratória e muito mais.