Pessoal, encaminhem os artigos atualizados para o e-mail: marcopolomarinho@hotmail.com  

Façam as devidas alterações ao longo da semana e me encaminhem toda sexta-feira.

1ª Dica: 

O QUE NÃO PODE FALTAR NO ARTIGO 

NA INTRODUÇÃO (Conclui-se no final do trabalho)

  • Tema e sua delimitação  ( Definição da área a ser pesquisada, possibilitando ao leitor o conhecimento do que vai ser estudado no trabalho)
  • Hipótese (responder provisoriamente o problema de pesquisa, sendo testada durante o trabalho para constatar ou refutar a sua validade)
  • Objetivos: Geral (Oque pretende alcançar com a pesquisa) e Específico (ações particulares que viabilizarão alcançar o objetivo geral do trabalho)
  • Justificativa ( apresentação de elementos que justifiquem a escolha do tema, sua importância e pertinência)
  • Indicação do assunto e suas partes (Antecipa o que será falado no desenvolvimento do trabalho)
  • Metodologia Empregada ( informa o caminho utilizado para se chegar ao objetivo proposto e qual o plano adotado para o desenvolvimento da pesquisa, tipo de pesquisa, universo de pesquisa, instrumentos de coleta de dados, análise e interpretações de dados)

  • 3.1 Defina a abordagem:

    - histórica, descritiva, comparativa, bibliográfica, qualitativa, quantitativa. O trabalho pode utilizar a combinação de duas abordagens.

    3.2 Defina a População (ou universo da pesquisa)

    É a totalidade de indivíduos que possuem as mesmas características definidas para um determinado estudo.

    - População, processo de amostragem, a forma e estratégia de coleta de dados.

    Ex.: adolescentes da zona rural do agreste de Pernambuco.

    3.3 Defina a Amostra

    É parte da população ou do universo, selecionada de acordo com uma regra ou plano. A amostra pode ser probabilística e não-probabilística.

    Amostras não-probabilísticas podem ser:

    amostras acidentais: compostas por acaso, com pessoas que vão aparecendo;

    amostras por quotas: diversos elementos constantes da população/universo, na mesma proporção;

    amostras intencionais: escolhidos casos para a amostra que representem o “bom julgamento” da população/ universo.

    Amostras probabilísticas são compostas por sorteio e podem ser:

    amostras casuais simples: cada elemento da população tem oportunidade igual de ser incluído na amostra;

    amostras casuais estratificadas: cada estrato, definido previamente, estará representado na amostra;

    amostras por agrupamento: reunião de amostras representativas de uma população.

    3.4 Instrumentos de coleta de dados

    A definição do instrumento de coleta de dados dependerá dos objetivos que se pretende alcançar com a pesquisa e do universo a ser investigado. Os instrumentos de coleta de dados tradicionais são:

    A) Observação: quando se utilizam os sentidos na obtenção de dados de determinados aspectos da realidade. A observação pode ser:

    observação assistemática: não tem planejamento e controle previamente elaborados;

    observação sistemática: tem planejamento, realiza-se em condições controladas para responder aos propósitos pré-estabelecidos;

    observação não-participante: o pesquisador presencia o fato, mas não participa;

    observação individual: realizada por um pesquisador;

    observação em equipe: feita por um grupo de pessoas;

    observação na vida real: registro de dados à medida que ocorrem;

    observação em laboratório: onde tudo é controlado.

    B) Entrevista: é o encontro entre duas pessoas com o objetivo de obter informações de um entrevistado sobre determinado assunto ou problema. Utilizam gravadores ou anotações manuais. A entrevista pode ser:

    Padronizada ou estruturada: é aquela em que o entrevistador segue um roteiro previamente estabelecido de perguntas;

    Não-estruturada: não existe a rigidez de um roteiro. O entrevistador tem a liberdade de explorar mais amplamente algumas questões.

    C) Questionário: é uma série ordenada de perguntas que devem ser respondidas por escrito pelo informante e sem a presença do entrevistador. O questionário deve ser objetivo, limitado em extensão e estar acompanhado de instruções. As instruções devem esclarecer o propósito de sua aplicação, ressaltar a importância da colaboração do informante e facilitar o preenchimento.

    As perguntas do questionário podem ser:

    Abertas: são aquelas que permitem ao informante responder livremente, usando linguagem própria, e emitir opiniões.

    Exemplo: “Qual é a sua opinião sobre...?”;

    Fechadas: são aquelas em que o informante escolhe sua resposta entre suas opções: sim ou não. Exemplo:

    Você é favorável ao celibato dos padres?

    1. Sim ( ) 2. (....)

    Múltiplas escolhas: são perguntas fechadas com uma série de respostas possíveis, abrangendo varias facetas do mesmo assunto.

    Exemplo:

    1) Qual a principal vantagem do trabalho temporário?

    1 Maior liberdade no trabalho ( )

    2 Maior liberdade em relação ao chefe ( )

    3 Variações no serviço ( )

    4 Poder escolher um bom emprego para se fixar ( )

    5 Desenvolvimento e aperfeiçoamento profissional ( )

    Recomendações úteis à construção de um questionário:

    - o questionário deverá ser construído em blocos temáticos obedecendo a uma ordem lógica na elaboração das perguntas;

    - a redação das perguntas deverá ser feita em linguagem compreensível ao informante. A linguagem deverá ser acessível ao entendimento da média da população estudada.

    - a formulação das perguntas deverá evitar a possibilidade de interpretação dúbia, sugerir ou induzir a resposta;

    - cada pergunta deverá focar apenas uma questão para ser analisada pelo informante;

    - o questionário deverá conter apenas as perguntas relacionadas aos objetivos da pesquisa. Devem ser evitadas perguntas que, de antemão, já se sabe que não serão respondidas com honestidade.

    D) Formulário: é uma coleção de questões que são perguntadas e anotadas por um entrevistador numa situação face a face com o informante.

    3.5 Tabulação e Apresentação dos Dados:

    Nesta etapa o pesquisador poderá lançar mão de recursos manuais ou computacionais para organizar os dados obtidos na pesquisa de campo. Atualmente, com o advento da informática, é natural escolher os recursos computacionais para dar suporte à elaboração de índices e cálculos estatísticos, tabelas, quadros e gráficos. O pesquisador deve definir a forma como serão analisados os dados coletados, identificando as técnicas estatísticas para análise.

    Observação: Para consultar mais exemplos sugere-se o livro “Fundamentos de metodologia científica” de Marina de Andrade Marconi e Eva Maria Lakatos, o qual serviu de base para a elaboração desta metodologia.

O RESUMO - virá antes da introdução,porém será concluído no final do trabalho (Mínimo de 10 e máximo de 15 linhas)

  • Objetivos do trabalho;
  • método utilizado; 
  • resultados obtidos;
  • conclusões.
Palavras chaves: mínimo de 03 e máximo de 05 - muito importante para a publicação
 
NO DESENVOLVIMENTO ( Parte mais importante e mais extensa do trabalho)
( É a parte do trabalho que consta as explicações, discussões e demonstrações dos assuntos - pessoais e de especialistas - da pesquisa )

  • Referencial teórico ou Revisão da Literatura ( etapa que situa o leitor acerca do estado atual em que se encontra as pesquisa entre os grandes estudiosos)
  • Metodologia ( quais os métodos de pesquisa utilizados, recursos materiais, técnicas, instrumentos de coleta de dados, equipamentos utilizados e universo da pesquisa)
  • Discussão e Resultados ( onde será interpretado e analisado os dados que foram obtidos na pesquisa; compilação dos dados)
CONSIDERAÇÕES FINAIS
(Síntese interpretativa dos principais argumentos expostos no desenvolvimento)

De acordo com a ABNT-NBR 6022 é a parte final do artigo na qual se faz referência às conclusões correspondentes aos objetivos propostos, apresentando os resultados obtidos na pesquisa ou estudo. Deve ser breve, concisa, e referir-se às hipóteses levantadas e discutidas anteriormente. Pode, ainda, fazer menção  a eventuais aplicações dos resultados obtidos além de recomendações para outras pesquisas na área.

Como na introdução você apresentou hipóteses, justificativas e variáveis, nesta fase elas devem ser retomadas, explicando se houve a confirmação ou a rejeição. Além do papel dessas variáveis no desenvolvimento da pesquisa.

REFERÊNCIAS
As referências bibliográficas completas do(s) autor(es) citado(s) deverão ser apresentadas em ordem alfabética, no final do texto, de acordo com as normas da ABNT

Modelo Fresco====>

 

TCC I ESTRUTURA.doc TCC I ESTRUTURA.doc
Tamanho : 76 Kb
Tipo : doc
CAPA TCCI.docx CAPA TCCI.docx
Tamanho : 33,123 Kb
Tipo : docx

ARQUIVOS DE ORIENTAÇÃO PARA O TCCI 

ORIENTAÇÃO TCCI.pdf ORIENTAÇÃO TCCI.pdf
Tamanho : 336,084 Kb
Tipo : pdf
Modelo poster - TTC ADM (1).pptx Modelo poster - TTC ADM (1).pptx
Tamanho : 354,807 Kb
Tipo : pptx
Formatação das Tabelas.pdf Formatação das Tabelas.pdf
Tamanho : 54,781 Kb
Tipo : pdf
Citações e Referências.pdf Citações e Referências.pdf
Tamanho : 116,347 Kb
Tipo : pdf
1 - CAMINHO PARA APRESENTACAO-2.ppt.pptx 1 - CAMINHO PARA APRESENTACAO-2.ppt.pptx
Tamanho : 353,784 Kb
Tipo : pptx

Ferramentas Gerenciais - O Portal da Administração na Web - Artigos para consulta nas áreas de Administração Estratégica, Administração Geral, Marketing, Gestão da Qualidade, Estatística, Processos Decisórios, Logística, Meio Ambiente, E-commerce, Gestão com Pessoas, Vendas, Psicologia, Vendas, Negociação, Tecnologia da Informação, Empreendedorismo, comunicação, oratória e muito mais.